Olá, Junho!

Será desta que a Primavera fica por cá de vez?  Espero bem que sim. Até porque esta menina já tem poucos dias para se redimir e não ficar nas nossas memórias como a pior Primavera de sempre! Pela minha parte estou disposta a perdoá-la se se portar bem nos dias que lhe restam até à chegada do Verão!

Há uns tempos tivemos uma conversa séria em que lhe expliquei que chegar aqui a usar as roupas do Inverno não lhe ficava nada bem e que já chegava de travestismos mas ela, teimosa, continuou a dar-nos chuva, dias nublados e tempo mais frio que o habitual! Esta semana, finalmente, tem-se mostrado em todo o seu esplendor e eu comecei finalmente a ter vontade de planear jantares fora, passeios na natureza e a aproveitar, como costuma acontecer nesta altura do ano, os espaços exteriores da minha casa.

Infelizmente, não tenho nem jardim, nem quintal (e como eu gostava de ter!) por isso, é com carinho que me dedico às minhas duas varandas. Como diz o velho ditado popular, “Quem não tem cão, caça com gato”. No ano passado, por esta altura, acrescentei à minha varanda da sala o cantinho que hoje partilho. E para o caso de quererem saber, aqui vão algumas informações: o chão de madeira (não sei o nome oficial deste material) comprei na loja sueca. Vende-se aos quadrados e é super fácil de montar à medida de cada espaço. A cadeira e as almofadas, vieram da mesma loja. O resto, foi “comprado” cá em casa, ou seja, são coisas que já tinha e que incorporei na decoração do espaço, como por exemplo, a caixa de vinhos que, virada ao contrario, cumpre na perfeição a função de mesa de apoio. Plantas e flores são uma paixão de sempre e como tal, também nunca faltam por cá. Agora, resta-me renovar as aromáticas que já tiveram melhores dias.

JBPT4935

JBPT4948

JBPT4942

JBPT4939

JBPT4938

Há uns tempos, uma campanha publicitária (julgo que, precisamente, da tal loja sueca) tentava incentivar os portugueses a valorizarem as suas varandas. Lembro-me de na altura ter lido o “manifesto” e ter-me identificado totalmente com o que lá estava escrito. Não às marquises, sim às varandas! Afinal, vivemos num pais onde, na maior parte dos anos, o clima é ameno. E na Primavera e no Verão (por norma) temos muito sol. Como tal, porquê esta mania de fechar as varandas e transformá-las em marquises?! Na zona onde vivo, contam-se pelos dedos as varandas que não foram fechadas. Não percebo, a sério. Pela minha parte, vivam as varandas! Vivam os espaços abertos! E se as decorarmos com cuidado, como fazemos dentro de casa, ganhamos espaços muito mais bonitos que um caixote de caixilharia de alumínio. Concordam?

|Let’s go outside
In the sunshine|

 

 

 

 

 

 

 

 

9 Comments

  1. Adoro a decoração.
    Esse chão aguenta bem a chuva ou não entra água nessa varanda?
    Tinha pensado fazer o mesmo na minha mas quando chove fica molhada.

  2. Patrícia

    Adorei o cantinho e o texto que acompanha as imagens, são inspiradores. E eu adoro a loja sueca (ikea) a ideia de aproveitar as varandas foi fantástica.

  3. Já só falta o manjerico para dar as boas-vindas a Junho 🙂

  4. Maria Santos

    Concordo plenamente , abaixo as caixas de aluminio !! o meu prédio tem 52 inquilinos e só a minha varanda está aberta . A decoração está linda e sem gastar € . Gostei !!

  5. Obrigada, Maria! 🙂

  6. Está fantástica! E adoro o chão! É engraçado que tinha pensado numa coisa assim para a minha varanda (acabei de comprar um cadeirão lindo para lá!) e achei que nunca conseguiria um chão desses! Afinal, fui ver à loja sueca e parece mesmo super fácil de colocar. Pelo que lá vi, não é preciso cola nem nada, certo? E é fácil acertar os quadrados?
    Queremos ver mais boas ideias!!!

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado.