Ainda é cedo para falar do Natal?

Olhem que não, olhem que não…faltam menos de dois meses para o Natal e certamente não sou a única a sentir que o tempo passa a correr.

Ainda mais adiantado do que eu nisto de querer falar de coisas natalícias está o jornal britânico The Telegraph que, há coisa de duas semanas, publicou uma lista daqueles que considera ser os Melhores Mercados de Natal da Europa.

Em 10º lugar vem o de Estocolmo, “realizado pela primeira vez há já 500 anos”; por Itália, o melhor é o de Bolonha, recheado de “comida de fazer crescer água na boca como fruta em maçapão mergulhada em chocolate preto e os Torrones, nougats feitos com nozes e mel (não sei quanto a vocês mas eu já estou a salivar). Em 8º lugar vem o de Colónia, na Alemanha, que na verdade não é um mas sim sete – sete! – mercados de Natal! A este já posso fazer check! na minha lista. Foi, aliás, o primeiro grande Mercado de Natal que visitei e onde bebi pela primeira vez o tradicional vinho quente – o glühwein – de que não fiquei particularmente fã.

Ainda pela Alemanha a lista do Telegraph põe no 7º lugar o mercado de Worms, “a cerca de uma hora a Sul de Frankfurt…com a sua história romana e enorme catedral, o passado é uma presença diária, mas no Natal , esta cidade reserva algumas surpresas como  música clássica ao vivo e coros gospel”. Pronto, tenho que lá ir!

Em 6º lugar está Estugarda, em cujo Mercado de Natal sente-se no ar “o cheiro a vinho aromatizado e a pinheiro fresco”. Em Hamburgo, o lugar numero 5 vai para o mercado que tem lugar no porto da cidade. E com o rio a servir de espelho às luzes de Natal, o mercado oferece “uma grande diversidade de produtos e atracções.” Ok, já percebi. É melhor marcar uns dias de férias na Alemanha e fazer uma tour por todos estes locais.

Chegados ao 4º lugar, mudamos de país. Em França, o melhor mercado de Natal, segundo os critérios do The Telegraph, é o de Estrasburgo que remonta a 1570, tornando-o o mais antigo de França. O Christkindelsmarik tem 11 áreas temáticas e uns biscoitos irrecusáveis, os Bredele, feitos de avelã, laranja, canela, noz, coco e praline. Eu sei…já provavam não era? Eu também!

E chegamos ao podium ainda em França. O 3º lugar vai para Lille, onde “a boa comida é uma paixão”. Vin chaud, nougat e pommes d’amour são as propostas. Em Viena de Áustria fica o 2º melhor mercado de Natal da Europa e onde é possível comprar “casas de madeira em miniatura, fantoches, corações de gengibre, roupas de couro e chapéus de lã”. E é ainda na Áustria que fica o melhor dos melhores. Diz o Telegraph que é o de Innsbruck, ou mais precisamente, o de Altstadt com as suas casas medievais e as ruas repletas de bancas com “pão de gengibre, brinquedos de madeira e delicados ornamentos feitos de vidro soprado. Ao anoitecer, trompetistas tocam melodias de Natal. ” Estou na dúvida se acabo de escrever este texto ou se vou já marcar a viagem!

Sim, adoro mercados de Natal. Aliás, adoro TUDO o que diz respeito à quadra natalícia e no top das minhas viagens preferidas está uma ida a Londres precisamente nesta altura do ano.

16-12-037

16-12-032

15-12-088

A capital britânica ganha uma magia especial a partir de meados de Novembro e o Natal é levado tão a sério que a inauguração das luzes é, todos os anos, feita com pompa e circunstância e com convidados de luxo. Eu, para além de ter passeado pelas ruas mais conhecidas, visitei também o mercado de Natal de Southbank onde, ali mesmo ao lado do London Eye, as margens do rio enchem-se de barraquinhas de comida e bebida. Este ano realiza-se de 23 de Novembro a 22 de Janeiro.

15-12-030

15-12-031

Numa versão mais “Wow!”, junto ao Hyde Park tem lugar o Winter Wonderland!

15-12-051 15-12-066

15-12-067

15-12-068

15-12-069

15-12-071

15-12-073

15-12-079

15-12-081

E cá por Portugal…o que me recomendam?

 

 

3 Comments

  1. Renato Valter

    Olá Vanda. Sei que o seu blog é para todos e para todos os géneros…acredito que talvez as senhoras se identifiquem mais, e percebe-se, mas digo lhe que este blog está fantástico. Muito bem escrito, boas reflexões, análises e sobretudo o que mais me cativa é a simplicidade. Parabéns, vou continuar a segui-la.

  2. Rita Santos

    Ai querida Vanda…olhe que já apetece muito todo este espírito de Natal.
    Por mim começava-se já! eheh 🙂
    Por cá, numa dimensão mais pequenina, a Vila de Natal de Óbidos é castiça. Claro que a Vanda deve conhecer bem este! E sugiro descobrir pequenos mercados e feirinhas de Natal espalhados pelo nosso país. No norte, por exemplo, desde Viana do Castelo a Famalicão…há sempre mercados de Natal que valem a pena, até pelas iguarias! 😉 E no interior também há eventos muito giros.

    Beijinhos, Vanda! Adoro ouvi-la!

  3. Madalena de Brito

    Ai, Vanda!!! Dá vontade de entrar num avião e ir a todos! Se ganhar o euromilhões, levo a Vanda como minha guia, pode ser?!
    Adoro o seu blog!
    Beijo!

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado.