Tulum, México (As praias da Riviera Maya são tudo aquilo de bom que se diz sobre elas)

Houve uma altura da minha vida em que andava tão fascinada com a cultura do México que pintei todas as paredes da minha casa de amarelo e decorei-a com  móveis de  estilo rústico  mexicano. Não foi tão mau como parece, acreditem. O amarelo das paredes não era um tom berrante e os móveis até são giros. Ainda os tenho, em perfeitas condições, atestando que, pelo menos no que ao mobiliário diz respeito, o hecho en México, é de qualidade.

Quando sonhava com as viagens transatlânticas que um dia iria fazer, o México estava no topo da lista mas, vá-se lá saber por quê, os anos foram passando, eu fui visitando outros destinos e a estreia no país da Frida kahlo só aconteceu agora.

Bem sei que não é ficando num resort de praia que se fica a conhecer um país mas…se é para começar por algum lado, não me parece má ideia começar por experienciar o que ele terá de melhor. E as praias do México, senhoras e senhores, são mesmo tudo aquilo que de bom se diz sobre elas!

O pior é chegar lá. Nove horas dentro de um avião não são pera doce. Eu até já fiz viagens maiores. Já fui à Austrália, onde se demora, mais ou menos, 3 anos a chegar. Sim, fui a nado. Não, não fui mas aquilo é mesmo longe para caraças. Adiante. Onde é que eu ia? 9 horas de viagem. Com uma criança de 8 anos que não dorme nem que a vaca tussa. Eu achava que era a única pessoa no mundo que nunca dormia nas viagens de avião (por muito longas que sejam) até perceber que gerei um mini Vanda.

Mas lá chegámos ao México. Lá aterrámos em Cancun e lá fomos de autocarro (durante uma hora, mais coisa menos coisa) até Tulum. Com isto tudo, lá se foi o primeiro dia de férias. Chegámos já ao final da tarde e, moídos da viagem, tudo o que fizemos foi tomar banho, jantar e deitarmo-nos. O meu filho, o tal que não tinha dormido nada desde que tínhamos saído de Portugal, às oito da noite já estava ferrado no sono e, como eu já devia estar à espera, que sou mãe dele e é suposto conhecê-lo bem, às 3 da manhã, estava a acordar, fresco que nem uma alface, que as crianças também têm direito ao seu jet lag. E assim começou o meu primeiro dia de férias junto ao Mar do Caribe. Às 3 da manhã, comigo a desfazer as malas, enquanto ele me interrogava sobre quem eram os jogadores mexicanos a actuar por estes dias em Portugal.

Para além disto, já nem sei bem como é que ocupámos o tempo, que nem eu viajo assim com tantas malas, nem há assim tantos jogadores de futebol mexicanos para conversar sobre, mas as seis da manhã chegaram e com elas o nascer do dia que fomos ver na praia. E se o sol a aparecer no horizonte já é um dos espectáculos mais bonitos com que a natureza nos presenteia todos os dias, ali foi mesmo especial porque toda a paisagem envolvente é maravilhosa. Imaginem isto: chegar a um sítio ainda com o lusco fusco e, a pouco e pouco, os primeiros raios de sol começarem a aparecer para nos revelarem um mar de água transparente a perder de vista é um areal branco e macio. A sério. Das coisas mais bonitas que já vi na vida. E ainda não falei da temperatura da água que, seguramente, estava acima dos 25 graus. Mesmo a convidar para o meu primeiro banho de sempre no Caribe. Numa quarta feira de finais de Junho…às 6 da manhã.

Podia recorrer a vários adjectivos para descrever estas praias mas as imagens falam por si.

Tulum fica no sudeste mexicano, no estado de Quintana Roo, na região conhecida como Riviera Maya que tem em Cancun ou na Playa del Carmen os seus sítios mais famosos, logo, mais concorridos. Mas foi também por isso que escolhi Tulum para as minhas primeiras férias no México. Já por aqui escrevi, a propósito de outras viagens, que não sou o tipo de pessoa que consegue ficar num mesmo sitio durante muito tempo (mesmo quando estou de férias) por isso, por dois dias, despedi-me da praia e fui conhecer as ruínas maias de Tulum e Cobá e o Parque Ecológico de Xel-Há. Mas isso fica para outro post =)

7 Comments

  1. Lena Santos

    Também estive em Tulum, há 17 anos atrás. Ainda se podia tomar banho na praia das ruínas de Tulum. Ficamos a admirar as ruínas e perdemos a camionete do hotel que nos levava até shel-ha. Tivemos de alugar um táxi para lá.Uma aventura..cada recanto do parque era de uma beleza fascinante. Em Coba, visitamos as pirâmides e almoçámos com as gentes locais . Foi magnífico. Adorava lá voltar. Cá para mim noutra encarnação devo ter andado por lá. Adorei

  2. Anabela Domingues

    Conheci esses lugares todos em 2005 na minha lua de mel.
    Adorei, e adorava lá voltar com o s meus filhos.
    Aquele mar azul, de um azul sem fim. Lindo o
    Na altura tb fui às pirâmides, subimos lá cima, é uma vista maravilhosa. Hoje em dia já não dá para subir, pena.
    Boa escolha, bom destino.

    Belinha.

  3. Ana Filipa

    Poderosa…! As always!

  4. Para mim o México e sem dúvida esse lugar mágico…..
    Também amei …. especialmente Tulum tem uma energia sem igual !

  5. Carolina Miranda

    Eu sou do Porto e vivo no México já 1 ano. No
    Passado mês de maio fui de férias para Cancún e também visitei Tulum. Isla Mujeres também é lindo. Mas o que é certo é que o amanhecer nesta terra é algo de outro mundo

  6. Rita Santos

    Uau, Vanda! Parece ter sido uma viagem de sonho. 🙂
    E as suas fotografias são fantásticas. Está com um bronze muito bonito!
    Fico à espera do próximo post para saber tudo sobre o resto da viagem, contado como só a Vanda sabe.

    Um grande beijinho! Sou fã há muitos anos. 🙂

  7. Madalena de Brito

    Nunca fui, mas agora quero ir.
    Conte mais coisas, Vanda! Morri com o seu “mini Vanda”!
    Beijo para si e mais posts!!!
    🙂

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado.