Pela Serra Algarvia

Eu adoro viajar (what’s new? Já o devo ter dito uns milhares de vezes). Não preciso de uma grande casa ou de um carro topo de gama para me sentir feliz, mas preciso de viajar. De sair. De ir, ver, conhecer…e há qualquer coisa no acto de ir para o aeroporto e apanhar um avião que faz com que desligue automaticamente do trabalho, da rotina, dos compromissos.

Aliás, esses prazer em ir começa muito antes, quando sonho com o próximo destino e preparo a próxima viagem. Viajar também nos desafia, tira-nos da nossa zona de conforto, obriga-nos a falar outras línguas (nem que seja sempre o inglês) a experimentar comida diferente, a adaptarmo-nos a outros costumes e modos de vida. E, pelo menos uma vez por ano “obrigo-me” a ir a um sitio onde nunca tenha estado antes.

Mas tudo isto não significa que não goste de Portugal. Aliás, adoro! Adoro o nosso país do Minho ao Algarve. As praias e as serras, o calor do Sul e o verde do Norte, o clima “mau feitio” do Oeste, o Alto Alentejo e a Costa Vicentina, a neve na Serra da Estrela e as cascatas do Gerês. Aliás, faz-me até alguma confusão quando percebo que há tantos portugueses que já visitaram meio mundo e conhecem muito pouco de Portugal.

Este mês aproveitei o feriado do 5 de Outubro e fui até à Serra de Monchique. Não foi uma estreia, já lá tinha passado um fim de semana há uns anos e ainda me lembrava bem do quanto tinha gostado daquela zona do Algarve.

Para os meus filhos era a primeira vez por aquelas bandas e fiz questão de lhes mostrar logo uma das minhas cidades algarvias preferidas: Silves.

Adoro os espaços públicos cuidados, a limpeza das ruas, os edificios históricos bem preservados, as casas com portas e janelas ornamentadas…

A Sé de Silves, a mais importante construção gótica no algarve.

O meu filho, amuado, porque a minha vida não é perfeita e o meu filho amua e faz birras. Neste dia em particular estava “muito cansado porque vocês só querem é passear” e doiam-lhe  as pernas “porque já estamos a andar há muito tempo!” Tinhamos andado cem metros…

Uma Gata. Porque há gatos em todo o país, eu sei mas esta bela adormecida dormia tão profundamente e completamente alheia a quem por ela passava que eu não resisti em fotografá-la.

E o Castelo. Guardado à entrada por um imponente D. Sancho, o Castelo de Silves é “uma das mais notáveis obras de arquitetura militar que os árabes deixaram entre nós, com mais de mil anos de existência.”

É um dos monumentos mais bem conservados do nosso país e um dos castelos mais bonitos que já visitei (gosto muito de castelos. Devo ter sido princesa noutra vida.) O tom avermelhado da pedra é o que chama logo a atenção.  Explicaram-me que tal se deve ao emprego de grés (arenito), um material abundante na região.

No dia seguinte fomos visitar a Barragem do Arade. É um dos maiores reservatórios de água do Algarve, está, por estes dias, a precisar que a chuva regresse, como, de resto, todas as barragens do nosso país mas, ainda assim, a vista é muito bonita. Fica a cerca de 20 minutos de carro desde Silves por estrada relativamente fácil (ou seja, não é preciso um jipe para lá chegar) e diz que se pesca bom achigã. Infelizmente não pude comprovar tal informação porque nesse dia não tinha levado o meu material de pescaria =)

E no último dia da nossa estada, subimos ao ponto mais alto do Algarve. Chama-se Fóia, fica a 902 metros de altitude e alberga equipamentos para telecomunicações.

Garantiram-me que em dias de céu limpo, é possivel ver o Oceano, lá ao fundo. No dia em que o visitei, lavrava um incêndio na zona centro e pairava, por isso, no ar, uma nuvem de fuligem que impedia uma vista mais desafogada. Ainda assim, valeu a pena a subida ao Fóia, ou melhor dizendo, a descida. E deixo aqui a dica para quem o visitar. Façam-no ao final do dia. Nós fomos presenteados com um magnifico pôr do sol.

Pelo caminho de regresso, vão encontrar o Luar da Fóia, restaurante altamente recomendado e que, felizmente, não desilude. Comida tradicional e deliciosa. Muito provavelmente, o melhor estufado de vitela que comi na vida!

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado.