(It was) the most wonderful time of the year

Fico sempre um bocadinho mais tristonha e cabisbaixa nesta altura do ano. E acho que a culpa é do Natal! Ou melhor, do fim da quadra natalícia. Confesso que tenho alguma dificuldade em “deixar ir” o Natal. Mas eis que passa o Dia de Reis e é altura de me despedir desta que é uma das minhas épocas preferidas. Custa-me desfazer a árvore e já sei que nas próximas semanas vou entrar na sala e ter aquela sensação que falta aqui qualquer coisa. Aquele canto vai parecer vazio assim como a mesa de jantar que decoro logo no final de Novembro e que fica pronta para receber os vários jantares de Natal que se fazem cá em casa. Grandes ou pequenos. Este Natal, foi cá que jantei com os meus colegas de trabalho; no fim de semana a seguir com a minha amiga C. e na Consoada com a família. O serviço de mesa é o mesmo há muitos anos. Um Vista Alegre que a minha mãe me ofereceu, quando as mães ainda faziam enxoval para as filhas, e que todos os anos é usado em quase todas as refeições de Dezembro. Não é natalício, e ainda bem, porque não sou grande fã de loiça de Natal, mas tem umas cores que ficam bem com o resto da decoração. E traz-me memórias de tantos jantares! De Natais com quem já cá não está, de jantares com quem não pode estar, mas também de muitos risos, gargalhadas, de boas histórias contadas à mesa…

Por estes dias despeço-me do Natal e vou andar (um bocadinho) mais tristonha e cabisbaixa. Mas já passa. Porque está aí um ano novinho em folha, e hei-de ter muitas outras coisas para celebrar.

Bom ano novo!

2 Comments

  1. Madalena de Brito

    Coisas para celebrar, Vanda: este blog!
    Todos os dias.
    Escreva mais, sim? Já fiz estas receitas todas e lá em casa andam a pedir mais!
    Beijo!
    🙂

  2. Manuela Lopes

    Gosto do que leio neste blog.

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado.